O risco de COVID-19 sintomático foi reduzido em 71% em comparação com placebo na profilaxia pré-exposição e 75% em comparação com placebo na profilaxia pós-exposição

O risco de hospitalização ou morte dos participantes com COVID-19 leve a moderada foi reduzido em 66% em comparação com o placebo na população de análise de eficácia primária e em 77% em comparação com o placebo nos participantes que receberam tratamento dentro de três dias após o início dos sintomas

Resultados financeiros para o ano e quarto trimestre de 2021: US $ 591 milhões em caixa e investimentos que devem ser suficientes para financiar as operações até o segundo semestre de 2024

WALTHAM, Mass., March 31, 2022 (GLOBE NEWSWIRE) — A Adagio Therapeutics, Inc. (Nasdaq: ADGI), uma empresa biofarmacêutica de estágio clínico focada na descoberta, desenvolvimento e comercialização de soluções com base em anticorpos para doenças infecciosas, divulgou o alcance da meta final principal com significância estatística para todas as três indicações nos ensaios clínicos globais de Fase 2/3 em andamento da empresa do seu medicamento investigacional adintrevimabe (ADG20) como uma profilaxia (EVADE) e tratamento (STAMP) pré e pós-exposição da COVID-19. O EVADE e STAMP foram conduzidos principalmente durante um período em que as variantes pré-Omicron SARS-CoV-2 estavam dominantes. Após o surgimento da variante Omicron, em uma análise exploratória pré-especificada em um subconjunto da coorte de pré-exposição, foi observada uma redução clinicamente significativa nos casos de COVID-19 sintomática com o adintrevimabe em comparação com o placebo. Em ambos os ensaios, uma única aplicação intramuscular (IM) do adintrevimabe de 300 mg teve um perfil de segurança semelhante ao do placebo. Com base nesses dados, a Adagio pretende solicitar da Food and Drug Administration dos EUA (FDA) um pedido de Autorização de Uso de Emergência (Emergency Use Authorization – EUA) no segundo trimestre de 2022 para o adintrevimabe para a prevenção e tratamento da COVID-19.

Além disso, a Adagio forneceu uma atualização sobre seu estudo de Fase 1 em andamento avaliando o adintrevimabe em doses mais altas e sobre as atividades de pesquisa relacionadas à reengenharia do adintrevimabe e a identificação de novos anticorpos para abordar potencialmente a COVID-19 e outros vírus.

“A COVID-19 continua a apresentar desafios significativos em todo o mundo, uma vez que o declínio da imunidade, juntamente com o surgimento de variantes resistentes, levou a ondas contínuas da doença. Acreditamos que um conjunto de opções – abrangendo a profilaxia e o tratamento – seja necessário para abordar efetivamente esse vírus à medida que ele continua a evoluir, e esses dados nos dão confiança no papel potencial que o adintrevimabe pode desempenhar nos arsenais dos médicos”, disse David Hering, MBA, diretor executivo interino e diretor de operações da Adagio. “Com base nos dados do EVADE e STAMP, incluindo os impactos observados nas análises preliminares dos participantes inscritos após o surgimento da variante Omicron, nossa equipe está iniciando discussões com o FDA e preparando um pedido de aprovação para o adintrevimabe nos EUA. Com mais de um milhão de doses de adintrevimabe garantidas para 2022 e uma sólida posição financeira esperada para nos levar até o segundo semestre de 2024, estamos otimistas sobre o caminho a seguir e o impacto que o adintrevimabe poderia ter para as muitas pessoas em todo o mundo, particularmente aquelas em alto risco com comorbidades, que continuam a precisar de mais alternativas.”

Michael Ison, M.D., M.S., professor de Medicina na Divisão de Doenças Infecciosas e de Cirurgia na Divisão de Transplante de Órgãos da Northwestern University Feinberg School of Medicine, acrescentou: “os dados convincentes gerados sobre o adintrevimabe em ambos os ensaios clínicos da Adagio representam um passo importante para abordar ainda mais a continuação da pandemia da COVID-19. Estou particularmente encorajado pelo efeito consistente do tratamento observado em todos os três contextos clínicos e subpopulações de pacientes, e pelo perfil de segurança favorável, com apenas uma dose e aplicação IM conveniente para todos os pacientes. A redução do risco no cenário de profilaxia pós-exposição, independentemente do sorostatus, se traduz em uso no mundo real quando os médicos possam não ter conhecimento do status de vacinação ou infecção anterior dos seus pacientes. No estudo STAMP, o adintrevimabe mostrou prevenção de hospitalização e morte diante da variante de ‘maior risco‘ (Delta) até o momento.”

EVADE – Dados Preliminares
EVADE é um ensaio clínico global, multicêntrico, duplo-cego, controlado por placebo de Fase 2/3 que avalia o adintrevimabe na dose de 300 mg IM em duas coortes independentes para a prevenção da COVID-19. O estudo inclui uma coorte de profilaxia pré-exposição (PrEP) e uma coorte de profilaxia pós-exposição (PEP). A população do estudo é composta por adultos e adolescentes em risco de infecção por SARS-CoV-2 devido à exposição recente relatada ou cujas circunstâncias os colocaram em risco aumentado de adquirir infecção por SARS-CoV-2 e desenvolver COVID-19 sintomático.

Na análise de eficácia primária da coorte PrEP, o adintrevimabe foi associado a uma incidência menor de COVID-19 sintomática em comparação com o placebo até o terceiro mês ou o surgimento do Omicron, o que ocorrer primeiro (12/730, 1,6% vs. 40/703, 5,7%, respectivamente). A diferença de risco padronizada foi de -4,0% (IC95% -6,0; -2,1; p <0,0001), demonstrando uma redução de 71% no risco relativo a favor do adintrevimabe ao longo de três meses. Houve cinco (0,7%) hospitalizações relacionadas à COVID-19 no grupo de placebo em comparação com zero no grupo de adintrevimabe. Em uma análise exploratória pré-especificada da coorte PrEP, com 402 participantes (196 e 206 nos grupos de adintrevimabe e placebo, respectivamente) após o surgimento do Omicron (BA.1), uma redução clinicamente significativa nos casos de COVID-19 sintomática foi observada com o adintrevimabe, em comparação com o placebo. O adintrevimabe foi associado a uma redução do risco relativo de 59% e 47% com uma duração mediana de acompanhamento de 56 e 77 dias, respetivamente (p nominal <0,05).

Na análise de eficácia primária na coorte de PEP, o adintrevimabe atingiu significância estatística e foi associado a uma menor incidência de COVID-19 sintomático até o dia 28 em comparação com o placebo (3/173, 1,7% vs. 12/175, 6,9%, respectivamente). A diferença de risco padronizada foi de -4,9% (IC 95%: -8,8, -1,0; p=0,0135), demonstrando uma redução de risco relativo de 75% a favor do adintrevimabe durante 28 dias. Houve duas (1,1%) hospitalizações relacionadas à COVID-19 no grupo do placebo em comparação com zero no grupo do adintrevimabe.

Nas coortes de EVASÃO em 1.239 participantes tratados com adintrevimabe com um intervalo médio de acompanhamento de 140 dias para a coorte PrEP e 126 dias para a coorte PEP a partir de 2 de março de 2022, corte de dados, o perfil de segurança foi semelhante ao do placebo. A incidência de eventos adversos (AEs), incluindo eventos adversos graves (SAEs), foi semelhante entre os grupos do adintrevimabe e do placebo. Nenhum SAE relacionado ao medicamento do estudo, incluindo mortes, foi relatado. Os AEs relatados com mais frequência foram reações no local da injeção, a maioria de gravidade leve ou moderada que ocorreram com frequência semelhante em ambos os grupos.

STAMP – Dados Preliminares
STAMP é um ensaio clínico global, multicêntrico, duplo-cego, controlado por placebo de Fase 2/3 que avalia o adintrevimabe na dose de 300 mg IM em pacientes com COVID-19 leve a moderado com alto risco de progressão da doença. O adintrevimabe foi associado a uma incidência estatisticamente significativa menor de hospitalização relacionada à COVID-19 ou morte por todas as causas até o dia 29 em comparação com o placebo (8/169, 4,7% vs. 23/167, 13,8%), com uma diferença de risco padronizada de -8,6% (IC 95%: -14,65, -2,57; p=0,0052), demonstrando uma redução de risco relativo de 66% em favor do adintrevimabe. Houve uma morte (0,6%) no grupo do adintrevimabe, em comparação com seis mortes (3,6%) no grupo do placebo até o dia 29. Em pacientes tratados dentro de três dias do início dos sintomas (adintrevimabe n=91, placebo n=85), o adintrevimabe reduziu o risco de hospitalização pela COVID-19 ou morte por qualquer causa em 77% em comparação com o placebo. O STAMP inscreveu 63 participantes (29 no grupo do adintrevimabe e 34 no grupo do placebo) com infecção pela COVID-19 com a variante Omicron SARS-CoV-2. Houve dois eventos de hospitalização relacionada à COVID-19 e zero morte até o dia 29 entre os pacientes com a variante Omicron, e ambos os eventos de hospitalização ocorreram no grupo do placebo.

No STAMP, em 192 participantes tratados com o adintrevimabe com um acompanhamento médio de 73 dias no grupo do adintrevimabe a partir de 2 de fevereiro de 2022, o corte de dados, a incidência de EAs, incluindo SAEs, foi menor no grupo do adintrevimabe. Nenhum SAE relacionado ao medicamento do estudo, incluindo mortes, foi relatado. Os EAs relatados com mais frequência foram reações no local da injeção, todas de gravidade leve ou moderada que ocorreram com frequência semelhante em ambos os grupos.

“Em nome de toda a equipe da Adagio, gostaria de agradecer aos inúmeros investigadores, equipes clínicas e, mais importante, aos pacientes, familiares e cuidadores pela sua participação nos nossos ensaios clínicos. Estamos encorajados pelos dados e estamos ansiosos para solicitar a aprovação nos EUA e discutir esses resultados com a FDA e outras autoridades reguladoras. Além disso, estamos dando continuidade aos nossos esforços de pesquisa para aprimorar a atividade do adintrevimabe contra o Omicron e identificar anticorpos direcionados a novos domínios, o que fornecerá potenciais candidatos a produtos adicionais para desenvolvimento clínico. Em conjunto, esses esforços mostram a capacidade e a experiência da nossa plataforma para descobrir, elaborar e projetar novos anticorpos, e executar ensaios clínicos globais, para abordar potencialmente doenças infecciosas”, disse Ellie Hershberger, Pharm.D., diretora de desenvolvimento da Adagio.

Atualizações Adicionais de Desenvolvimento e Pesquisa
A Adagio continua a alavancar sua plataforma e experiência, realizando vários esforços para lidar com a COVID-19, outros coronavírus, gripe e outras doenças infecciosas, incluindo:

  • Avanço de um estudo de Fase 1 em voluntários saudáveis para avaliar a farmacocinética e a segurança de doses adicionais mais altas de adintrevimabe para complementar os dados gerados até o momento, que avaliou doses de até 600 mg IM. Dados preliminares de segurança até duas semanas após a dosagem sugerem um perfil de segurança favorável na dose de 1200 mg administrada com injeção IM ou intravenosa (IV).
  • Esforços contínuos para modificar o adintrevimabe para aprimorar a ligação às subvariantes Omicron (BA.1 e BA.2) a fim de aumentar a potência de neutralização, mantendo a ampla neutralização observada in vitro contra outras variantes preocupantes do SARS-CoV-2. As variantes reprojetadas de ADG20 mostram mais de 100 vezes de melhoria na ligação e até 40 vezes de atividade neutralizante aprimorada contra a variante Omicron BA.1, mantendo a atividade contra todas as outras variantes preocupantes testadas até o momento.
  • Esforços contínuos de descoberta para avaliar anticorpos monoclonais adicionais da biblioteca proprietária da empresa de anticorpos SARS-CoV-2 anteriormente isolados para amplitude e potência de neutralização, que podem ser desenvolvidos como um tratamento autônomo ou terapia combinada. Novos anticorpos isolados de doadores de infecção por avanço do Omicron exibiram atividade in vitro contra o vírus SARS 2003 e todas as variantes preocupantes do SARS-CoV-2 testadas até o momento, incluindo as variantes BA.1 e BA.2.
  • Esforços contínuos de descoberta para identificar novos anticorpos amplamente neutralizantes que visam epítopos dentro e fora do domínio de ligação ao receptor de SARS-CoV-2 e anticorpos neutralizantes de pan betacoronavírus.

Demonstração Financeira do Ano e do Quarto Trimestre de 2021

  • Posição de Caixa e Orientação Financeira: Caixa, equivalentes de caixa e títulos negociáveis de US$591,4 milhões em 31 de dezembro de 2021. Com base nos planos operacionais atuais, a Adagio espera que seu caixa existente, equivalentes de caixa e títulos negociáveis permitam que a empresa financie suas despesas operacionais e requisitos de despesas de capital até o segundo semestre de 2024.
  • Despesas de P&D: Despesas de pesquisa e desenvolvimento (P&D), incluindo despesas de pesquisa e desenvolvimento em andamento, de US$68,4 milhões no trimestre findo em 31 de dezembro de 2021 e US$190,4 milhões no ano findo em 31 de dezembro de 2021.
  • Despesas de SG&A: Despesas de vendas, gerais e administrativas (SG&A) de US$14,7 milhões para o trimestre findo em 31 de dezembro de 2021 e US$36,5 milhões para o ano findo em 31 de dezembro de 2021.
  • Prejuízo Líquido: Prejuízo líquido de US$83,0 milhões, ou básico e diluído de US$0,77 por ação, para o trimestre findo em 31 de dezembro de 2021, e US$226,8 milhões, ou básico e diluído de US$5,32 por ação, para o ano findo em 31 de dezembro de 2021.

Sobre o Adintrevimabe
O Adintrevimabe (ADG20), o principal candidato a produto da Adagio, foi projetado para ser um anticorpo potente e amplamente neutralizante para a prevenção e tratamento da COVID-19, e doenças causadas pela maioria das variantes, como um agente único ou combinado. O adintrevimabe está sendo avaliado em dois ensaios clínicos de Fase 2/3 separados: o ensaio EVADE para a prevenção da COVID-19 em ambientes pós-exposição e pré-exposição e o ensaio STAMP para o tratamento da COVID-19. Os dados preliminares destes ensaios demonstraram que, na população pré-Omicron, o adintrevimabe atingiu os objetivos primários em todas as três indicações, demonstrando uma eficácia estatisticamente e clinicamente significativa. Em cada um dos ensaios, a aplicação intramuscular (IM) do adintrevimabe de 300 mg apresentou um perfil de segurança semelhante ao do placebo. O adintrevimabe também está sendo avaliado em um estudo de Fase 1 para avaliar a segurança e a farmacocinética em doses mais altas, e a partir de um corte de dados provisórios, nenhum evento adverso relacionado ao medicamento do estudo, eventos adversos graves, reações no local da injeção ou reações de hipersensibilidade foram relatados em todos os níveis de doses avaliados. O adintrevimabe é um anticorpo monoclonal investigacional que não está aprovado para uso em nenhum país. A segurança e eficácia do adintrevimabe não foram estabelecidas.

Sobre a Adagio Therapeutics
A Adagio (Nasdaq: (ADGI) é uma empresa biofarmacêutica de estágio clínico focada na descoberta, desenvolvimento e comercialização de soluções com base em anticorpos para doenças infecciosas com potencial pandêmico. A empresa está desenvolvendo seu principal candidato a produto, o adintrevimabe, para a prevenção e tratamento da COVID-19, a doença causada pelo vírus SARS-CoV-2 e suas variantes. Além da COVID-19, a Adagio está utilizando recursos robustos de descoberta e desenvolvimento de anticorpos que permitiram o avanço acelerado do adintrevimabe em ensaios clínicos para desenvolver opções terapêuticas ou preventivas para outras doenças infecciosas, como outros tipos de coronavírus e gripe. O adintrevimabe é um anticorpo monoclonal investigacional que não está aprovado para uso em nenhum país. A segurança e eficácia do adintrevimabe não foram estabelecidas. Para mais informação, visite www.adagiotx.com.

Declarações de Previsão
Este comunicado para a imprensa contém declarações consideradas declarações de previsão de acordo com o Private Securities Litigation Reform Act of 1995. Palavras como “antecipa”, “acredita”, “poderia”, “espera”, “pretende”, “potencial”, “projeta”, e “futura”, e expressões similares são usadas para identificar declarações de previsão. As declarações de previsão incluem declarações sobre, entre outras coisas, a ocasião, progresso e resultados dos nossos estudos pré-clínicos e ensaios clínicos do adintrevimabe, a revisão e análise dos dados de nossos ensaios em andamento e a ocasião dos mesmos, a iniciação, modificação e conclusão dos estudos ou ensaios e trabalhos preparatórios afins, e nossos programas de pesquisa e desenvolvimento; nossos planos relacionados ao envolvimento com autoridades regulatórias, incluindo a ocasião de quaisquer submissões ou pedidos regulatórios; nossa busca de outras estratégias para ampliar nosso portfólio de mAbs de SARS-CoV-2 para abordar outras variantes de SARS-CoV-2 de preocupação, incluindo as variantes Delta e Omicron; nossos esforços de descoberta para identificar novos anticorpos amplamente neutralizantes que visem epítopos distintos, dentro e fora do domínio de ligação ao receptor de SARS-CoV-2 e outros beta coronavírus; nossa cash runaway previsto; e outras declarações que não sejam fatos históricos. Podemos não atingir os planos, intenções ou expectativas mencionadas nas nossas declarações de previsão, e você não deve depositar confiança indevida nas nossas declarações de previsão. Essas declarações de previsão envolvem riscos e incertezas que podem fazer com que nossos resultados reais sejam substancialmente diferentes dos resultados descritos ou implícitos nas declarações de previsão, incluindo, sem limitação, os impactos da pandemia de COVID-19 nos nossos negócios dos nossos colaboradores, nossos ensaios clínicos e nossa posição financeira, dados inesperados de segurança ou eficácia observados durante estudos pré-clínicos ou ensaios clínicos, a previsibilidade do sucesso clínico do adintrevimabe, com base na atividade de neutralização nos estudos pré-clínicos, variação dos resultados nos modelos usados na previsão de atividade contra as variantes preocupantes doSARS-CoV-2, taxas de ativação ou inscrição no local de ensaios clínicos inferiores ao esperado, mudanças na concorrência esperada ou existente, mudanças no ambiente regulatório e as incertezas e o momento do processo de aprovação regulatória, incluindo os resultados das discussões sobre os ensaios clínicos Fase 2/3 com as autoridades regulatórias, e o resultado de qualquer solicitação de aprovação de uso de emergência. Outros fatores que podem fazer com que nossos resultados reais sejam substancialmente diferentes dos resultados descritos ou implícitos nas declarações de previsão neste comunicado para a imprensa, descritos no título no Formulário 10-Q dos “Fatores de Risco” do trimestre encerrado em 30 de setembro de 2021, arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (“SEC”) e outros documentos arquivados no SEC e nos relatórios futuros da Adagio a serem arquivados no SEC. Tais riscos podem ser amplificados pelos impactos da pandemia de COVID-19.  As declarações de previsão contidas neste comunicado para a imprensa são válidas a partir desta data, e a Adagio não se compromete a atualizar essas informações, exceto se exigido por lei.

Contatos
Contato com a Mídia:
Dan Budwick, 1AB
dan@1abmedia.com

Contato com o Investidor:
Monique Allaire, THRUST Strategic Communications
monique@thrustsc.com

ADAGIO THERAPEUTICS, INC.
CONSOLIDATED BALANCE SHEETS
(UNAUDITED)
(In thousands, except share and per share amounts)

December 31,
2021 2020
Assets
Current assets:
Cash and cash equivalents $ 542,224 $ 114,988
Marketable securities 49,194
Prepaid expenses and other current assets 25,293 2,394
Total current assets 616,711 117,382
Property and equipment, net 83
Other non-current assets 3,297
Total assets $ 620,091 $ 117,382
Liabilities, Convertible Preferred Stock and Stockholders’ Equity (Deficit)
Current liabilities:
Accounts payable $ 5,783 $ 8,153
Accrued expenses 56,277 4,919
Total current liabilities 62,060 13,072
Early-exercise liability 6 11
Other non-current liabilities 6
Total liabilities 62,072 13,083
Commitments and contingencies
Convertible preferred stock (Series A, B and C), $0.0001 par value; no shares authorized, issued and outstanding at December 31, 2021; 12,647,934 shares authorized, issued and outstanding at December 31, 2020; aggregate liquidation preference of $0 and $169,900 at December 31, 2021 and December 31, 2020, respectively 169,548
Stockholders’ equity (deficit):
Preferred stock (undesignated), $0.0001 par value; 10,000,000 shares authorized and no shares issued and outstanding at December 31 2021; no shares authorized, issued and outstanding at December 31, 2020
Common stock, $0.0001 par value; 1,000,000,000 shares authorized, 111,251,660 shares issued and 110,782,909 shares outstanding at December 31, 2021; 150,000,000 shares authorized, 28,193,240 shares
issued and 5,593,240 shares outstanding as of December 31, 2020
11 1
Treasury stock, at cost; 468,751 shares and 22,600,000 shares at December 31, 2021 and December 31, 2020, respectively (85 )
Additional paid-in capital 850,125 154
Accumulated other comprehensive loss (8 )
Accumulated deficit (292,109 ) (65,319 )
Total stockholders’ equity (deficit) 558,019 (65,249 )
Total liabilities, convertible preferred stock and stockholders’ equity (deficit) $ 620,091 $ 117,382

ADAGIO THERAPEUTICS, INC.
CONSOLIDATED STATEMENTS OF OPERATIONS AND COMPREHENSIVE LOSS
(UNAUDITED)
(In thousands, except share and per share amounts)

Year Ended
December 31, 2021
Period from
June 3, 2020
(Inception) to
December 31, 2020
Operating expenses:
Research and development(1) $ 182,891 $ 21,992
Acquired in-process research and development(2) 7,500 40,125
Selling, general and administrative 36,517 3,210
Total operating expenses 226,908 65,327
Loss from operations (226,908 ) (65,327 )
Other income (expense):
Other income (expense), net 118 8
Total other income (expense), net 118 8
Net loss (226,790 ) (65,319 )
Other comprehensive income (loss):
Unrealized loss on available-for-sale securities, net of tax (8 )
Comprehensive loss $ (226,798 ) $ (65,319 )
Net loss per share attributable to common stockholders, basic and diluted $ (5.32 ) $ (18.10 )
Weighted-average common shares outstanding, basic and diluted 42,621,265 3,608,491

(1) Inclui valores de partes relacionadas de US$4.150 para o ano findo em 31 de dezembro de 2021 e US$595 para o período de 3 de junho de 2020 (início) a 31 de dezembro de 2020.
(2) Inclui valores de partes relacionadas de US$7.500 o ano findo em 31 de dezembro de 2021 e US$39.915 para o período de 3 de junho de 2020 (início) a 31 de dezembro de 2020.

By admin